Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BoaProva Blog

Blog do Prof.Perdigão. Desde 2007, notícias do BoaProva e comentários sobre educação e outros temas de relevância.

Nosso blog é opinativo

No fim do ano passado, cheguei a publicar aqui que este blog ainda não contava com uma linha editorial. Continua sem ela, mas, como podem ver, ele é e sempre será um blog de opinião.

 

E as minhas principais opiniões, as que sempre serão vistas aqui, são as de que:

 

- Um profissional deve privilegiar a sua opinião, o seu jeito de pensar, antes de visar ao lucro;

 

- Se esse profissional trabalha com educação, isto se torna ainda mais importante - ele é o espelho do futuro;

 

- A competência, a dedicação e o amor à educação devem ser sempre saudados; o contrário merece a nossa repulsa (aqui no blog, a minha crítica).

 

Quando eu critico algum curso, instituição ou profissional, é porque eu sinto que ele visa apenas ao lucro financeiro, sem se importar, de fato, com o aprendizado e com o bem-estar do aluno.

 

Em particular, os cursinhos de dia inteiro, a meu ver, parecem todos criados unicamente para satisfazer a um nicho de mercado. Não acredito que um verdadeiro profissional da educação possa acreditar na eficácia de um método tão bruto para a aprovação ou, mais profunda e elementarmente, acreditar nisso para o aprendizado de um aluno.

 

De forma alguma, quis ou quero atingir, de forma pessoal, os criadores desses cursos, desde que eles realmente acreditem que esse método funciona, e não queiram apenas ganhar dinheiro de incautos alunos.

 

Minhas opiniões, assim como as de todos, são influenciadas por experiências vividas. Eu, por exemplo, fui aluno do Curso de Ciências Moleculares na USP São Paulo, durante dois semestres. É um curso extremamente elitista. O acesso não é pela Fuvest. Ao contrário: só os melhores da Fuvest recebem carta-convite para conhecer melhor o curso.

 

Pois bem: na época em que eu cursei o Moleculares (ou CCM, para alguns), o curso era regido por mão-de-ferro por uma professora do Instituto de Biociências-USP. Tínhamos 8 horas de aula por dia, de segunda a quinta. Às sextas, aulas pela manhã. Insatisfeita com a janela da sexta à tarde, a coordenadora do curso começou a inventar palestras para esse horário, com gente importante. Como eram só dez alunos na sala, quem faltasse era malvisto e sofria pressão da coordenação.

 

No meu caso, e no caso de muitos que já haviam desistido pelo caminho (eram 25 vagas - no início do 2º semestre a turma só tinha 10 alunos!), o curso pesadíssimo foi motivo para que eu não mais conseguisse render. Operações matemáticas simples passaram a ser motivo de insegurança e erro. Não havia tempo para a resolução de exercícios, elaboração de relatórios, nada. A minha alegria só voltou no dia em que retornei para minha unidade de origem, o Instituto de Química.

 

Só para constar: hoje, a coordenação do Moleculares é outra, e a taxa de evasão é muito menor. Não sei se a carga horária diminuiu, mas espero que sim. Afinal, quem consegue criar sob uma condição tão restritiva, tão ditatorial? Copiar, memorizar, aplicar regras e fórmulas, sim, é possível. Criar, não.

 

Mas como passar no vestibular sem criar?

 

Como viver sem criar?

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D