Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BoaProva Blog

Blog do Prof.Perdigão. Desde 2007, notícias do BoaProva e comentários sobre educação e outros temas de relevância.

Está gostando de Brasília?

Frequentemente, pessoas têm me feito essa pergunta, naturalmente.

Sempre tive uma admiração por aquilo que Brasília deveria representar para o Brasil. Uma capital para interiorizar o país. Uma arquitetura e um projeto urbano únicos.

Já escrevi um texto sobre Brasília, que acabou publicado em diversos lugares na internet. Colaborei com a edição especial da revista Veja, dos 50 anos da cidade. Isso tudo muito antes de me imaginar morando aqui.

Eu gosto demais dessa Brasília.

Mas a realidade é bem outra.

Em grande parte, porque Brasília também sofre do mal de toda grande cidade brasileira.

Digo isso como paulistano, que gosta da São Paulo do lazer, da cultura, do Corinthians, enfim, da São Paulo de fim de semana, preferencialmente prolongado... São Paulo é fantástica sem o paulistano.

Da mesma forma que odeio a São Paulo do dia a dia, também tenho ojeriza à Brasília de todo dia. Brasília é maravilhosa sem o brasiliense.

Um trânsito infernal, um desrespeito constante pelo alheio, uma criminalidade absurda... Não, não me acostumo.

Quem sempre viveu em cidade grande brasileira, em geral, não tem consciência do sofrimento. Do mau trato. Da perda de tempo. Do perigo. Do desrespeito e do egoísmo, tanto do poder quanto do povo. Sim, do seu próprio egoísmo.

Já passou da hora de largarmos esse ufanismo irracional e reconhecermos a pobreza ética do brasileiro, de consequência elevada à mais alta potência quanto maior a cidade, especialmente quanto à qualidade de vida.

O que me segura aqui, hoje? Uma mulher maravilhosa e excelentes colegas de trabalho.

O resto é de matar. De uma vez ou aos poucos.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D