Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BoaProva Blog

Blog do Prof.Perdigão. Desde 2007, notícias do BoaProva e comentários sobre educação e outros temas de relevância.

E agora?

Agora é hora de pressionar o vice-presidente a dizer como e com quem pretende governar.

 

É hora de o PT abandonar os ratos que roeram o barco e se permitir ser conduzido novamente pela ética.

 

E é hora de cada eleitor que votou em cada deputado que votou "pela minha família" perguntar sem rodeios: o que você quer dizer com isso?

 

Um caminho possível para Temer é evitar ao máximo acordos espúrios, sem prejudicar ações como a Lava Jato ou as leis de moralização da política. Insuficiente, mas é o que se tem para começar. À medida que os bandidos forem sendo enquadrados pela Justiça, pode ficar mais fácil.

 

O PT, mesmo na lama e como todos os outros partidos, tem mostrado suas exceções, seus quadros acima da média, que podem a ser futuros líderes da refundação do partido. Para ficar em São Paulo, Cardozo e Haddad são exemplos. Aliás, Cardozo é um modelo para Temer: como ministro da Justiça, evitou interferir em ações da Lava Jato, apesar das críticas internas; agora, como advogado-geral da União e defensor de Dilma no processo de impedimento, sua fidelidade e competência foram notáveis. Se Temer mostrar a independência que mostrou Cardozo na Justiça, até poderá dar certo.

 

Quanto aos tais deputados, não dá nem para comentar. Mas não significa que não tenho algo a dizer. Devo parabenizá-los pela sinceridade. Só falta fazermos uma lista dos "deputados cujo voto é orientado pelo interesse de sua própria família" e espalharmos por aí. A título de homenagem, é claro.

 

Exemplo de conduta

Já desci a lenha em muito editorial da Folha de S.Paulo. Principalmente aqueles escritos "nas coxas", sem a atenção necessária às implicações das posições defendidas.

 

Ver somente benefícios no aumento da carga horária dos nossos lastimáveis cursos de licenciatura e querer decidir a lei do aborto por plebiscito, forçando a minoria a se submeter aos caprichos da maioria, foram dois absurdos recentes.

 

Mas o de hoje é bem pensado e desafiador.

 

http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2016/04/1756924-nem-dilma-nem-temer.shtml

 

Estou há 15 dias nessa mesma posição: renúncia. Anteontem, voltei ao tema: "dar o exemplo de conduta".

 

Que possamos voltar às urnas e decidir o rumo que queremos livremente.

 

Isso, sim, é democracia.

 

Esse país ainda há de mudar

Lava Jato vem empurrando o país para a transparência, para a ética, para a reprovação pública do "presentinho da construtora no sítio que não é meu".

 

Quem defende a permanência da mulher quer se pegar por uma legalidade que não existe. Ela se enquadra na lei 1079/1950, inequivocamente. Como também todos antes dela.

 

A diferença com relação aos antecessores é a economia em frangalhos e uma Justiça e uma Polícia Federal com leis melhores para investigar e punir.

 

Ela não está sendo investigada diretamente, até por estratégia da PGR. Mas com os aliados e, daqui a pouco, até com seu mentor na cadeia, como governar?

 

O ministro Barroso tem alguma razão. Dá medo de, entrando os outros, termos um retrocesso justamente aí, na liberdade e na eficácia de polícia e de justiça.

 

Mas entre seguir com a mandatária para a investigação andar ou dar o exemplo de conduta de qualquer governante, eu prefiro a segunda opção.

 

Porque as investigações e as punições hão de seguir, mesmo sem ela.

 

E porque nós precisamos de uma esquerda honesta, que divida com o povo, e não que roube dele.

 

Aliás, que também não roube a dignidade e a racionalidade desse povo que, inexplicavelmente, vai às ruas defender um governo de PP, PR, PTN etc. com uma petista perdida no meio.

 

Esquerda sem honestidade não é esquerda. É a pior forma de enganar o povo. Lobos existem. Mas em pele de cordeiro?

 

Mas voltemos ao tema que me trouxe aqui: a esperança de dias melhores.

 

Justiça tardou, mas não haverá de falhar.

 

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2016/04/1756265-usp-faz-representacao-criminal-contra-criador-da-pilula-do-cancer.shtml

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

subscrever feeds