Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BoaProva Blog

Blog do Prof.Perdigão. Desde 2007, notícias do BoaProva e comentários sobre educação e outros temas de relevância.

Simpósio de Química em Araguaína

0-TempBLOG.jpg

 

De 1 a 3 de dezembro, ocorre em Araguaína, no campus da UFT, o Simpósio em Comemoração ao Ano Internacional da Química, coordenado pelo professores de Química do campus, entre eles minha querida amiga Adriana Torcato.

 

É o segundo ano seguido em que participo dos eventos das licenciaturas do campus e, mais uma vez, impressiona a lista de convidados.

 

Se, no ano passado, tivemos Roberto Faria (USP São Carlos) e José André Angotti (UFSC), neste ano teremos Attico Chassot (IPA-RS) e Gerson Mól (UnB). Isso para ficar nos nomes mais conhecidos.

 

Também estarei por lá com palestra referente ao tema de minha pesquisa de mestrado, que estou resgatando por ser bastante interdisciplinar: Os gráficos nos livros didáticos de Química do Ensino Médio. Um bom tema para um campus que, além da licenciatura em Química, também tem licenciaturas em Física, Biologia e Matemática. Afinal, os gráficos não são exclusivos da Química.

 

Interessou-se? Saiba mais visitando o site da UFT, clicando em Eventos.

 

Minha palestra será no dia 2 de dezembro, das 19h às 21h.

 

Conto com a presença de todos por lá!

 

Blog antenado/Viva Rondônia!

Finalmente, depois de 50 dias de ocupação, depois de meses de pressão e depois de mais de 4 anos de denúncias, eis que a Unir (Universidade Federal de Rondônia) se livrou do reitor Januário.

 

Parabéns, Rondônia! Parabéns, comunidade acadêmica da Unir!

 

Aproveitando a oportunidade: quem acompanha o blog já sabia o que ocorria na Unir. Há três anos e meio, o BoaProva Blog já repercutia as denúncias envolvendo o reitor. Veja aqui.

 

Infelizmente, foi preciso que as denúncias se tornassem grandes o suficiente para entrar no noticiário nacional, para que a Unir conseguisse se libertar. A crítica que fiz em abril de 2008 segue mais do que válida.

 

A segurança pública e a educação básica na USP

Não que não me aborrecesse antes o dito Facebook, mas desta vez a coisa está pior: surge uma guerra ridícula, superficial, entre os partidários pró-PM nos campi da USP, em especial o do Butantã, e os contrários a isto.

 

Clóvis Rossi escreveu para a Folha de S.Paulo um artigo bem pertinente, em que chama de Fla-Flu a disputa, em que sobra torcida apaixonada e falta razão.

 

De fato, é péssimo que nenhum dos grupos tenha percebido o mais grave: se a universidade é polo de geração de ideias, por que ainda não surgiu nenhuma ideia positiva sobre o tema, devidamente pesquisada de acordo com os protocolos acadêmicos e científicos?

 

A crítica se une àquela feita em setembro por Gilberto Dimenstein – finalmente destacado positivamente neste blog – sobre o péssimo desempenho da Escola de Aplicação da USP no Enem. Se a universidade é o lugar onde a vanguarda de ideias se encontra, como pode a escola básica da universidade, ligada à sua Faculdade de Educação, ser tão ruim?

 

A questão da presença da PM no campus passa a ser irrelevante quando a universidade deixa de ser socialmente relevante.

 

Há contradições entre ser popular e estudar?

Estive conversando com alunos sobre o tema nesta sexta-feira 11, e me lembrei de um artigo interessante de Rosely Sayão sobre o tema, o qual me comprometi a compartilhar.

 

Pois aí está: clique aqui.

 

Os alunos com quem conversei, não necessariamente os de notas mais elevadas, mas certamente de maior esforço, visto que estavam estudando em horário extraclasse junto com o monitor da disciplina em uma véspera de feriado prolongado, disseram não ter percebido uma desvalorização da meritocracia nas escolas onde estudaram.

 

Melhor assim.

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

subscrever feeds