Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BoaProva Blog

Blog do Prof.Perdigão. Desde 2007, notícias do BoaProva e comentários sobre educação e outros temas de relevância.

O ensino a distância na universidade pública brasileira

Como muitos já sabem, comecei a trabalhar no Tocantins na abertura e estruturação do curso de Licenciatura em Química a distância da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

 

Uma licenciatura é um curso especialmente voltado à formação de professores. Aqui no Tocantins, por exemplo, são mais de 10 mil professores que atuam sem a formação necessária (dão aula de disciplina diferente da que estão habilitados, ou sequer têm formação docente). Para se ter uma ideia, toda a rede estadual tocantinense tem cerca de 13 mil professores.

 

Ou seja, há a necessidade urgente de qualificar estes docentes, pois eles já estão nas salas de aula.

 

Uma maneira de fazer isso com custo reduzido é por meio de tecnologias de informação, como redes de computador, a distância. E é essa a proposta do governo federal com o programa Universidade Aberta do Brasil (UAB).

 

Existe um grande preconceito em relação à educação a distância (EaD). E esse preconceito, relacionado à qualidade, é absolutamente justificado, uma vez que os primeiros a explorar esta modalidade de ensino no Brasil foram empresários mais interessados no produto e no lucro que na qualidade. E reduzir a qualidade (juntamente com os custos) no EaD é muito mais fácil de fazer que na modalidade presencial.

 

A proposta do governo federal é muito diferente, e muito tem sido investido para que os cursos EaD sejam eficazes e tenham qualidade. A contratação de orientadores acadêmicos com qualificação mínima de mestrado para polos universitários nos estados de MA, PA, PI, RO e TO foi apenas uma dessas ações.

 

São muitos os atores presentes no programa UAB, tocado principalmente pela Capes. São mais atores que no EaD das universidades particulares, e atores mais qualificados.

 

Em uma universidade que se propõe a abrir graduações EaD, existe o coordenador geral EaD, os coordenadores de curso (para cada graduação aberta), os professores conteudistas (que elaboram o material didático e são responsáveis pelas disciplinas) e os tutores à distância (que eliminam dúvidas dos alunos). Nos polos, ou seja, no local distante onde o curso é ministrado, existem ainda o coordenador de polo (cuja função é garantir que tudo esteja funcionando bem - salas de aula, computadores, laboratórios, recursos humanos, avaliações) e o tutor presencial (que dá suporte no polo de aprendizagem).

 

Nós, os orientadores acadêmicos, chegamos para atuar como um intermediário entre o coordenador de curso, o coordenador de polo e os tutores. Eu e a maioria dos colegas estão trabalhando mais fortemente com as universidades que geram o conteúdo, especialmente com o coordenador de curso, para garantir que tudo dê certo. No meu caso, que, aliás, é o caso da maioria, o curso só será iniciado no princípio de 2010. Assim, estamos trabalhando para que tudo esteja funcionando bem até lá - especialmente os materiais didáticos e o ambiente virtual de aprendizagem, o chamado sistema Moodle.

 

É importante dizer, e eu gosto de enfatizar isto porque é o modelo com que eu sempre trabalhei no BoaProva, que o curso a distância exige, por parte do aluno, espírito autodidata e de esforço pessoal - claro que isso aumenta a eficiência do aprendizado. Este é o ponto mais crítico do sistema, mas é, ao mesmo tempo, o mais admirável, porque privilegia a meritocracia. É frequente que o aluno chegue à avaliação das disciplinas sem ter estudado nada, acreditando que "o curso a distância é mais fácil". No entanto, ao contrário, o curso a distância é mais difícil, porque, como alunos, não temos quem fiscalize o nosso trabalho, e nos exija dedicação aos estudos.

 

Assim, o ensino a distância na universidade pública brasileira pode ser considerado como excelente opção ao presencial, uma vez que tem baixos custos e eficiência comprovada, possibilitando, como no meu caso, levar um curso de graduação em Química para lugares tão distantes quanto as praias de Araguatins, ou o paraíso do Jalapão (Mateiros), ou as belas paisagens de Araguacema, sem que isso implique altos custos e estrutura ociosa. Um sistema racional para um país como o Brasil, com dimensões continentais e distribuição populacional baixa e irregular no interior.

 

Sem telefones

Os nossos telefones ficarão fora do ar até o próximo domingo, 25 de outubro, por razões alheias à nossa vontade.

 

Obrigado pela compreensão de todos.

 

Rápidas mudanças na última semana

A semana passada significou uma reviravolta surpreendente na minha vida.

 

No início da semana, com uma tristeza imensurável, tive de comunicar o encerramento das turmas SPS aos alunos adimplentes da Capital.

 

No fim da semana, tive a alegria de sair de Brasília com um contrato assinado com o Ministério da Educação, para atuar na formação de professores de Química no Sul do Tocantins. Assumirei a vaga no dia 19, próxima segunda-feira. O processo foi muito acelerado, surpreendentemente apressado - nem pareceu coisa do governo! -, e eu terei de partir para Gurupi sem sequer ter um local para ficar por lá!

 

Isto significa que as atividades do BoaProva em São Paulo e em São Carlos, exceto em situações excepcionais já tratadas com os alunos da Capital, estão encerradas até o fim do ano.

 

Em 2010, veremos o que vai acontecer. Seguiremos divulgando normalmente o Extensivo 2010, e, se eu não puder atuar, repassarei as aulas para algum outro professor experiente e qualificado.

 

As cobranças de 2009 estão sendo realizadas normalmente, especialmente daqueles alunos que sumiram sem se justificar e sem rescindir contrato.

 

Quanto aos alunos que sabiam que eu havia sido aprovado para atuar no Tocantins, agradeço pelo apoio. Não esperava ter de assumir apenas passados exatos 31 dias da divulgação dos resultados no Diário Oficial. Acabou acontecendo tudo logo depois do encerramento das turmas da Capital.

 

Apesar do transtorno causado a muitos de vocês, digo que estou com sorte, que este contrato me salvou, pois em questão de meses não teria mais como me sustentar, nem como sustentar o BoaProva, que eu tanto lutei para manter em pé nestes 6 anos e meio.

 

Agradeço, também, a todos os amigos do BoaProva. Aqueles que nos contataram recentemente terão resposta individual em breve. É que estou na correria de organizar tudo para a mudança. Sobra pouco tempo para demonstrar toda a minha gratidão de forma mais apropriada. Mas, prometo!, entrarei em contato logo.

 

Para aqueles que desejam saber um pouco mais sobre a minha nova ocupação neste fim de ano, segue o atalho abaixo, que leva ao site da Capes-MEC.

 

Orientadores acadêmicos da UAB participam de capacitação na Capes

 

Fica a frase do professor Celso José da Costa, diretor da Capes e coordenador geral da Universidade Aberta do Brasil, reproduzida do artigo lincado: “É admirável a iniciativa destes jovens, que deixam não apenas seus lares, mas interrompem trajetórias acadêmicas para prestar um serviço de alta qualidade à formação de professores”.

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

subscrever feeds